domingo, 13 de setembro de 2009

Uma conversa banal enevoa ardente
numa esplanada um pouco diferente
sui generis o seu nome, e a ironia na paisagem

Carlos Diamante, dono de seu triunfante
destino aperta os dois pulsos numa contemplação,
se me permitem descrever, orgásmica corrente
em plenos olhos dormentes
de tanto ougar aquele objecto rolante

Nunca entendi a fervura do homem pelo futebol
talvez pela bola ser curva
e o nosso corpo estar relacionado a formas redondas
ao contrario do quadrado relacionado ao molde masculino
adverso ao nosso corpo violino

Mas nem tudo os centra para nós
as mulheres são tolas em acreditarem ser o imo
Se somos o portal para o divino
onde a chave se encontra em suas gadanhas

Falo então sobre a telenovela de segunda
do actor primacial que é tão bom
da actriz que não é bonita como deve de ser
e do pai, o núcleo de todo o emaranharão
que vai alimentar 150 serões de mexerilhão!

Carla Fólícia, funcionária publica há 5 anos
queixa-se-me de falta de simpatia da parte do patrão
de como ele a deixa louca, pela simples lei do desprezo
dos jogos de cintura
da incerteza que lhe paira, "- Uma névoa incandescente! Maria Lua!"
oh sim...como se não soubesse que são fantasias
apenas ficções de um capricho, a necessidade tamanha de sentir amor
nem que seja ilusão do fervor.
Inconscientemente as pessoas procuram-na
preferindo viver no limbo,
na constante preseguição
da terráquea consciência.

Catarina Miranda

5 comentários:

  1. 1 chinesa para a boa mistura dos aspectos sociais portugueses...
    Ah e é a 1a vez que te vejo falar de futebol... :P
    Nice Work

    ResponderEliminar
  2. 'Inconscientemente as pessoas procuram-na
    preferindo viver no limbo,
    na constante preseguição
    da terráquea consciência.

    Tanto, em tão poucas palavras..
    Grande registo. Este espaço é incrivel, vou seguir *

    ResponderEliminar
  3. Vou voltar e voltar a voltar... gostei muito...


    Um beijinho
    Eduarda
    Be in ♥ love

    ResponderEliminar
  4. Nós somos a Fábrica de Letras.
    Estamos a iniciar um projecto de blogagens colectivas.
    Pretendemos que os bloguers portugueses possam interagir e dar-se a conhecer.
    No dia 1 de cada mês, a Fábrica de Letras lançará um tema. Para participar basta escrever um texto sobre o tema proposto e inscrever-se no link que estará à disposição no blog, no dia 15 de cada mês.
    Podem ser usados textos,poemas, contos, fotos ou vídeos.
    Participa e ajuda a divulgar!

    ResponderEliminar
  5. Obrigado! Foi a Ana Luísa que me mostrou este cantinho teu, fico à espera de coisas novas .D

    Beijinho

    ResponderEliminar